Sobre

A segunda edição do FIME – Festival Internacional de Música Experimental ocorre em São Paulo, de 16 a 30 de julho de 2016.

Nesta segunda edição temos como direcionamento temático para a programação a ideia de limite, ideia esta aberta à interpretação dos participantes, com sua múltiplas acepções e compreensões. Algumas delas, presentes na programação, relacionam-se, por exemplo: aos limites físicos do intérprete e do instrumento; aos limites entre música e silêncio, música e ruído; à interdependência de mídias; aos limites de autoria e reprodutibilidade; à dissolução de fronteiras entre práticas, gêneros e formatos; dentre outros.

A maior parte da programação do Festival foi feita por meio de uma chamada de propostas, modo que vemos como democrático e inclusivo, e por meio da qual pudemos entrar em contato com a prática artística de centenas de pessoas de dezenas de países.

A partir disso, pretendemos compor uma programação marcada pela diversidade, com uma amostra de diversas práticas musicais recentes. Também buscamos na programação um equilíbrio numérico dos participantes por gênero e por regiões (considerando Brasil, América Latina e outras localidades).

O FIME – Festival Internacional de Música Experimental é organizado pelo Ibrasotope, realizado em parceria com o SESC-SP, e conta com o apoio do Governo do Estado de São Paulo e da Secretaria de Estado da Cultura por meio do ProAC – Programa de Ação Cultural, tendo sido selecionado no Edital ProAC nº 14/2015.

Produção: Natacha Maurer e Mário Del Nunzio
Auxiliares de produção: Marcelo Muniz, Isabel Barroso e Renata Roman
Curadores: Fernanda Navarro, Mário Del Nunzio e Matthias Koole
Filmagem: Larissa Vescovi
Identidade visual: DAÓ


Plataforma: WordPress
Tema: Olevia
Fontes: Roboto, Marsh Stencil